energia

Celesc investe R$ 30 milhões em obras de ampliação no Sul e Extremo-Sul

29 Março 2018 15:07:00

Obras em quatro subestações garantem qualidade e quantidade de energia para mercado da região

Foto: Divulgação / Celesc

Os moradores dos municípios de São João do Sul, Passo de Torres e Praia Grande, no extremo-sul catarinense, serão os principais beneficiados com a nova linha de transmissão de 69.000 Volts, de 20,6 quilômetros, que a Celesc está construindo entre Sombrio e São João do Sul.

A obra vai beneficiar as 15,5 mil unidades consumidoras atendidas pela Ceprag (Cooperativa de Eletricidade que atende as localidades citadas) e possibilitar que os municípios do Extremo Sul Catarinense tenham um crescimento com energia elétrica em quantidade e qualidade.

Além da linha de transmissão, a Celesc também está trabalhando em melhorias de dois alimentadores (redes troncos que abastecem a malha elétrica nas cidades) que atendem Santa Rosa do Sul e Sombrio. Com um investimento que ultrapassa os R$17 milhões, a previsão é de que as obras sejam concluídas no próximo mês de maio.

A Celesc também trabalha na conclusão da segunda etapa de construção do alimentador que atenderá a região das praias e lagoas entre Sombrio e Balneário Gaivota. O valor da obra é de aproximadamente um milhão de reais e a previsão é de que seja concluída ainda em março. A primeira etapa da obra, feita em 2016, foi desde a subestação Sombrio até o início da rodovia de acesso ao Balneário Gaivota. 

Melhorias no Sul

No final de 2017, a região do Vale do Araranguá também foi contemplada com obras da Celesc. A subestação Ermo foi completamente reformada e ampliada. Além disso, foi construída uma linha de transmissão de 69.000 Volts, interligando Turvo a Ermo, que permitiu conectar o sistema que atende a região do extremo sul à Rede Básica Nacional, ganhando muito mais robustez e confiabilidade.

Também estão em andamento as obras de construção de um novo alimentador duplo (com dois circuitos), para aumentar a quantidade e a qualidade de energia fornecida pela Celesc à Cooperativa de Eletricidade Jacinto Machado (Cejama), beneficiando mais de 5 mil unidades consumidoras no município. A previsão é que os serviços estejam concluídos em maio, com um investimento superior a R$2,5 milhões.

Outras obras estão sendo iniciadas na região. Em Araranguá, a Celesc reformou e ampliou a subestação local e construiu um novo alimentador para Balneário Arroio do Silva. Com investimento de R$1,2 milhão, o alimentador de energia elétrica foi energizado em dezembro de 2017 e garantiu um verão sem problemas no fornecimento de energia elétrica para Arroio do Silva e para o Morro dos Conventos.

Maracajá, por sua vez, recebe a reforma e a ampliação da subestação Maracajá, bem como a melhoria dos alimentadores que atendem o município. A previsão é que sejam investidos R$ 3,5 milhões para estas obras.

De acordo com o chefe da Regional de Criciúma, Enaldo dos Santos, as reformas feitas nas subestações da região visam melhorar o fornecimento de energia elétrica para os consumidores locais, não apenas durante o verão, período mais crítico, mas também ao longo do ano. "Queremos que os nossos clientes saibam que podem confiar no nosso trabalho e contar com o fornecimento de energia elétrica de qualidade, sempre com a intenção de melhorar e crescer cada vez mais", afirma Enaldo. O conjunto de obras representa um investimento de R$30 milhões no sistema do extremo-sul catarinense e asseguram atendimento para os próximos 20 anos, mantidas as atuais taxas de crescimento do mercado.

fecomercio.gif