cooperatismo

Sicredi amplia atuação em financiamentos para geração de energia

09 Março 2018 00:06:00

Cooperativa participa da 18ª Expodireto e apresenta números das operações voltadas ao setor

Foto: Divulgação

A cooperativa de crédito Sicredi irá apresentar durante a 18ª Expodireto, um balanço de duas operações disponibilizadas aos associados, direcionadas à preservação do meio ambiente e a consequente economia de recursos. 

O Consórcio Sustentável Sicredi permite planejar a aquisição de painéis solares, geradores eólicos e equipamentos de tratamento de água e esgoto, entre outros itens. Já o Financiamento para Energia Solar é uma linha de crédito específica para a aquisição de tecnologias que se beneficiem de energia solar para sistemas de aquecimento, painéis fotovoltaicos ou sistemas de concentração de energia solar.

Márcio Port, vice-presidente da Central Sicredi Sul-Sudeste, explica que a cooperativa busca ser coerente com sua missão ao desenvolver a visão de sustentabilidade em todas as frentes, do manejo nas propriedades rurais, passando pela produção na indústria até a comercialização, independente do tamanho do negócio. 

Consórcio Sustentável 

Lançado em julho de 2015, o Consórcio Sustentável do Sicredi conta hoje no País com oito mil cotas já comercializadas, correspondente a R$ 311 milhões de crédito. Os prazos são de 60 até 120 meses e os créditos variam de R$ 7,5 mil até R$ 460 mil. Em 2017 foram comercializados aproximadamente R$ 177 milhões na carteira de bens sustentáveis, o que representou um incremento de 35%, em comparação ao ano anterior. A previsão para 2018 é de um incremento de 20%, devendo superar em R$ 200 milhões.

Entre as cartas de consórcios contempladas, a energia solar tem se destacado como o principal item e responde por 80% da utilização dos créditos. Da carteira atual 81%, são de clientes pessoa física, dos quais 40% do segmento agro. Os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso representam 72% do volume do comercializado. 

Financiamento Sustentável 

Em dezembro de 2015, o Sicredi lançou o Financiamento para Energia Solar. Desde então, a demanda foi ampliada de R$ 5 milhões, em 2016, para mais de R$ 30 milhões em 2017. Para contratar a linha de crédito, o associado deve apresentar o orçamento do empreendimento na agência, que avaliará a viabilidade do financiamento. 

A demanda pela linha de crédito concentrava-se em grande parte na região Sul, o que vem sendo modificado de forma progressiva devido ao crescente interesse de outras regiões. "Dos cerca de R$ 30 milhões de crédito, do ano passado, pelo menos 70% ficou com associados da região Sul, enquanto que, no ano anterior, isso representava quase 90%", explica Márcio Port. 

Para 2018, o Sicredi espera para este ano um crescimento acima de 20% em sua linha de crédito específica para energia solar. Por conta da demanda crescente, o Sicredi ampliou o prazo de pagamento da operação para 10 anos, combinado com taxas de juros mais atrativas.

Taxas aplicadas 

Na operação Financiamento o Sicredi atua com CDI mais 0,80%, ou 15% ao ano. Esta é a taxa referencial do produto, porém, as cooperativas têm autonomia para praticar a taxa de acordo com o mercado de sua área de atuação, por isso há variações das taxas do Sicredi por regiões.

O Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa. Possui atualmente cerca de 3,7 milhões de associados em 21 estados brasileiros. Com presença nacional, possui 117 cooperativas em 21 estados*; com 1.575 agências e 22,8 mil empregos diretos em 1.212 municípios no país. Em 199 municípios brasileiros, o Sicredi é a única instituição financeira presente.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

fecomercio.gif