geração de energia

Engie conclui a primeira instalação do projeto 'Supermercados Solares'

30 Abril 2018 11:18:00

Em São Miguel do Oeste, supermercado irá reduzir em 87% o valor da fatura de energia elétrica

Foto: Divulgação Engie
Loja da rede de supermercados ViPi em São Miguel do Oeste

A Engie concluiu em abril a instalação do sistema de energia fotovoltaica da rede ViPi de Supermercados, de São Miguel do Oeste, no extremo oeste de Santa Catarina. Os 320 módulos fotovoltaicos ocupam 900 m2 da área do telhado da loja e deverão produzir o suficiente para reduzir em 87% o valor da conta mensal de energia elétrica daquela unidade, a primeira do grupo a receber este tipo de investimento. A rede possui ainda outra loja no centro de São Miguel do Oeste e uma terceira na cidade de Francisco Beltrão (PR). "Eu acredito nos cálculos e números apresentados e que os resultados serão atingidos", explica o empresário Francisco Antônio Crestani, que investiu cerca de R$ 400 mil reais no sistema fotovoltaico, prevendo o retorno do valor em um prazo de até quatro anos.

A instalação é a primeira no âmbito do projeto "Supermercados Solares", parceria da Engie com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats), que incentiva os supermercadistas catarinenses a gerarem sua própria energia elétrica a partir de uma fonte limpa e renovável. O acordo prevê descontos de até 20% no preço dos sistemas de geração adquiridos coletivamente pelos associados e conta com apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que disponibiliza linhas especiais de financiamento com prazos que podem chegar a oito anos para os supermercados que aderirem.

"Além da alta demanda por energia elétrica em sistemas de refrigeração e iluminação, as grandes áreas livres nos telhados das lojas ou coberturas de estacionamentos fazem dos supermercados candidatos ideais para adoção da energia solar fotovoltaica", explica Rodolfo de Sousa Pinto, presidente da Engie Geração Solar Distribuída. "Os sistemas de geração solar fotovoltaica têm vida útil superior a 25 anos e, dependendo das condições locais de instalação, é possível chegar a uma redução de até 95% nas despesas com energia", conclui.

Segundo o Presidente Executivo da Acats, Paulo Cesar Lopes, a energia elétrica representa o segundo maior custo dos supermercados, atrás apenas da folha de pagamento e a instalação reforça o Programa de Eficiência Energética (PEE/ACATS) desenvolvido há quatro anos pela Associação, que visa a gestão e utilização inteligente deste insumo. O objetivo do programa é ampliar a conscientização das empresas associadas sobre o tema, com capacitação profissional, gerando ferramentas e tecnologia para redução de custos. "A conclusão do sistema fotovoltaico do Supermercado ViPi vai, com certeza, estimular a adesão de novas empresas ao longo deste ano", diz Lopes. Segundo ele, atualmente se encontram em fase de estudo de viabilidade mais de 88 supermercados associados cadastrados no projeto. 

A Acats foi uma das primeiras entidades empresariais do país a se posicionar de forma inovadora na busca por uma nova alternativa energética para seus associados. O projeto "Supermercados Solares", em parceria com a Engie, é uma iniciativa inédita no segmento e que não tem prazo para terminar. Supermercados interessados podem procurar a Associação para mais informações ou buscar diretamente a Engie. "Esse convênio é importante porque apresenta soluções que realmente vão gerar redução no custo de energia e trazer um retorno efetivo para cada um dos associados," conclui o empresário Francisco Antônio Crestani, que também é membro do conselho deliberativo da Acats.

De acordo com o Diretor Executivo da Acats, Antonio Carlos Poletini, o programa ganhará impulso este ano, visto que a Entidade agendou a realização de cinco workshops sobre eficiência energética, a fim de estimular a adesão de empresas ao Programa de Eficiência Energética (PEE). Segundo Poletini, nestes encontros são apresentadas duas soluções que se complementam, a do sistema fotovoltaico de captação de energia solar e o processo de eficientização energética na área interna dos supermercados, envolvendo iluminação, ar condicionado e refrigeração.

Sobre a Engie

A Engie está comprometida com um crescimento sustentável a fim de enfrentar os grandes desafios da transição energética na direção de um mundo mais descarbonizado, descentralizado e digitalizado. O Grupo tem por objetivo tornar-se o líder desse novo mundo da energia ao focar em três atividades-chave para o futuro: baixa produção de carbono, especialmente a partir do gás natural e energias renováveis, infraestruturas energéticas e soluções eficientes adaptadas para as necessidades de todos os seus clientes (pessoas, empresas, regiões, etc.). A satisfação dos clientes, a inovação e as soluções digitais são os princípios orientadores do desenvolvimento da Engie.

Sobre a Engie Brasil 

No Brasil, a Engie é a maior produtora privada de energia elétrica no País, operando uma capacidade instalada de 9.178,8 MW em 31 usinas em todo o Brasil, o que representa cerca de 6% da capacidade do País. O Grupo possui 90%de sua capacidade instalada no Brasil proveniente de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa, posição que tem sido reforçada pela construção de novas eólicas no Nordeste e por uma das maiores hidrelétricas do País, Jirau (3.750 MW), localizada no rio Madeira, da qual a ENGIE detém participação de 40%.